[post #27 (1 de 3)] O melhor de 2016 – listas que podem merecer sua atenção

O melhor de 2016

pt I

Listas que podem merecer sua atenção

É incrível como, nos ultimos anos, as listas de fim de ano estão sendo publicadas cedo – muitas delas no final de novembro, a grande maioria no início de dezembro, de um modo ou de outro ignorando por completo o mês que encerra o ciclo. Nesse sentido, minhas listas devem soar como algo fora do comum – mas como, de saída, eu realmente sigo contra a maré, não me parece ruim estar ‘fora de sincronia’.

Venho aqui apresentar as listas que estão ocupando minha mente neste final de ano – com as quais estou buscando minimizar os danos causados pela força do tempo. Como o leitor poderá perceber, a maior parte delas é de blogs/sites menores, com maior tendência para a música underground – embora algumas sejam de espaços maiores, com os quais busco estar antenado com o gosto do grande público. Minha lista pessoal, que será publicada mais adiante, revelará maior afinidade com as primeiras – embora eu pretenda, sobretudo, oferecer indicações ainda menos usuais. Que os leitores tirem suas próprias conclusões.

.

Gorilla vs Bear

http://www.gorillavsbear.net/gorilla-vs-bears-albums-of-2016/

Gêneros: synth pop, eletrônica, indie.

Um dos meus sites favoritos há anos, devo dizer que busquei ficar longe desta seleção para que minha própria lista não fosse influenciada – visto que, ao checar as últimas 20 indicações, fui fisgado irresistivelmente por quase metade delas; duas me cativaram de tal modo que se tornaram favoritas no ato (Julianna Barwick e Nite Jewel).

NME

http://www.nme.com/list/nme-best-albums-2016-1869261

Gêneros: pop, rock (em suas mais amplas definições).

Eis o mais próximo que consigo me aproximar do pop, com um mínimo de criticismo. Mas, honestamente, é uma lista que me influencia muito pouco.

UNDER THE RADAR

http://www.undertheradarmag.com/lists/under_the_radars_top_100_albums_of_2016/

Gêneros: dream pop, synth wave, indie rock.

Quando descobri esta publicação, em 2011, ela soava incrivelmente underground – talvez levemente hypada, mas ainda indie. Nos últimos anos, no entanto, apesar de manter uma linha editorial bastante voltada para bandas/projetos menores, suas listas têm apresentado lançamentos de maior porte – e a presente lista, em particular, reflete isso. No entanto, acredito que ela guarde títulos interessantes para quem busca algo diferente para ouvir – em especial após as primeiras 50 posições.

SOPHIE’S FLOORBOARD

http://sophiesfloorboard.blogspot.com.br/2016/12/best-of-2016.html

Gêneros: screamo, real emo, emoviolence, indie.

Em 2015 eu escutei muito screamo e Sophie’s Flooboard foi um blog essencial para mim; sua lista de final de ano me decepcionou bastante, ao apresentar uma grande ênfase em bandas/artistas majors, mas enfim, foi uma lista honesta. Devo dizer que não frequentei muito o blog ao longo do ano, mas ainda pretendo estudar seu ‘best of 2016’ – que à primeira vista me pareceu bem equilibrado.

***

Entrando nos domínios mais sombrios do metal, eu gostaria de pontuar um fato importante: não sou apenas eu quem está percebendo – e se incomodando – com a massiva quantidade de títulos lançados anualmente. Já em 2015 The Toilet ov Hell lançou diversas listas, seja por falta de consenso, seja buscando expressar a individualidade de seus diversos editores, e acaba de lançar ainda mais; Metal Injection, um site com textos teóricos brilhantes, também lançou diversas listas; e No Clean Singing, sem dúvida um dos melhores blogs sobre metal da atualidade, não apenas lançou diversas listas, antenados com os blogues anteriores, como ainda buscou cobrir e comentar os ‘títulos de peso’ presentes em diversas outras listas relevantes – incluindo plataformas/sites de grande porte, como Noisey e Rolling Stone. Em virtude desta multiplicidade, não indicarei nenhuma lista em particular – mas posso garantir que os leitores curiosos encontrarão seleções interessantes em todas elas.

Fucked by Noise, sem dúvida um blog sem igual, estava sem atualizações desde setembro – mas para nossa sorte lançou um mega post de fim de ano (incluindo o surpreendente álbum III, da banda nacional Rakta), repleto de álbuns interessantes e, sobretudo, com muitos links. 100% recomendado!

…e para minha absoluta surpresa, um dos melhores blogues da atualidade, Opium Hum, lançou uma lista centrada em black metal, com 40 indicações certeiras, muitas delas bem obscuras! A lista não traz muitos links – mais baixei diversos títulos no ótimo Mortus in Somnis. Apenas para que o leitor tenha uma ideia, aqui vão os três que mais chamaram minha atenção até agora:

a0581590798_16      a1183314672_16      a2971606941_16

(I)                                                          (II)                                                      (III)

***

Falar de grandes álbuns não é exatamente difícil – mas estar atento ao que fica de fora, como é meu empenho durante a maior parte do tempo, também é importante. Nesse sentido, em um ano em que Beyoncé figura no topo de diversas listas, resolvi procurar por listas de álbuns subestimados – e aqui vão as mais interessantes:

http://www.vinylmeplease.com/magazine/most-overlooked-2016/

https://noisey.vice.com/en_ca/article/26-overlooked-albums-2016

Anúncios

2 comentários sobre “[post #27 (1 de 3)] O melhor de 2016 – listas que podem merecer sua atenção

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s